Obra

Estamos começando!
terreno vazio
Terreno vazio

chegaram tijolos do muro
Chegaram os tijolos de solocimento do muro! Começam as obras preliminares!


Muros subindo
Muros subindo!
Caixas padrão de energia no lugar. Aqui cabe uma observação: com a pressa, a argamassa não estava totalmente curada... com o peso das caixas, o muro entortou um pouquinho... provavelmente teremos que rebocar essa parte... Observe ainda o espaçamento para erguer colunas. Alguns sites indicam o uso de pilares grauteados internos ao tijolo e dizem que não precisa de colunas externas... Mas conversei com um especialista e ele recomendou usar tijolos de lado... Entre tijolos de lado e colunas convencionais, acabamos optando por estas. Além disso, temos vigas com ferro e graute a cada metro de altura. Não se esqueçam de preparar encanamentos e conduítes de energia (teremos torneiras e luzes no muro)!



Muro solocimento
Eis um detalhe do muro. O tijolo realmente é muito bonito!
Muitos moradores param para perguntar do tijolo! Está fazendo muito mais sucesso do que imaginávamos!


Cavando baldrames
As vigas baldrames estão sendo escavadas. Por que usar formas sem necessidade? O próprio solo é uma forma perfeita!


ferros nas formas de baldrames
Haja ferro! Por isso é importante um projeto sério, sem exageros - ferros colocados nos moldes das vigas baldrame.

formas do baldrame concretadas
Moldes do baldrame concretados. Novamente, quanto concreto! Como dito acima, é importante um projeto otimizado. Utilizado cimento CP III - o mais ecológico.

pilares de
Vista dos ferros dos pilares - o esqueleto tomando forma.

regularizando impermeabilizacao
Impermeabilização do muro de regularização dos baldrames - utilizado PU (Poliuretano) vegetal. Embora o tempo de trabalho seja curto (20 min), Com uma única demão já forma uma capa plástica. Como os pedreiros estão tomando contato com o material, ficaram só uns furinhos (da argamassa) que necessitaram de um retoque.



paredes subindo
As paredes subindo.


formas dos pilares
Moldes dos pilares


Formas das vigas
Formas das Vigas - aqui se percebe o quanto erramos por não saber que o uso do tijolo de solo-cimento exigia um projeto mais específico, que permitisse que o estrutural passasse dentro dos tijolos. Para tanto, seria preciso que as paredes de cima coincidissem com as de baixo e não tivéssemos vãos muito grandes. Isso teria evitado o uso de toda essa madeira das formas, o que nos dói. De qualquer forma, com filhos crescendo, optamos por continuar com o projeto atual. É inegável que o arquitetônico ficou bonito e a casa vai ser muito arejada e agradável. Talvez isso evite o uso de ar-condicionado e compense todo esse uso de madeira ao longo dos anos... Claro, provavelmente se fôssemos começar do zero teríamos tentado um projeto mais adequado ao tijolo. Enfim, fica a dica para quem pretende usar o tijolo de solo-cimento.


Primeira laje sendo colocada. Optamos pela laje protendida, mais fina e rápida colocação.


Primeira laje concretada
Primeira laje concretada. Quanto concreto! A salvação foi o uso do cimento CP III no concreto. Também contribuiu na sustentabilidade o segundo projeto estrutural que tinha reduzido o uso de ferro e concreto de forma inacreditável!


paredes segundo piso subindo
Paredes do segundo piso subindo


cimento CP III
Na obra: saco de cimento CP III !!!  Não conseguimos encontrar na cidade para todas as etapas da obra, mas a maior parte foi deste tipo de cimento.
Detalhe: estava ligeiramente mais barato que o convencional!


segunda laje erguendo eitao com tecnica do tijolo
Segunda Laje! E já estão sendo erguidos os eitões! E o engenheiro da construtora previu o uso do sistema construtivo do próprio dos tijolos de solocimento! Notem os ferros subindo de dentro dos furos dos tijolos.













anúncio

Comments