Tecnologia‎ > ‎Linux‎ > ‎KDE‎ > ‎Plasmoid‎ > ‎

Plasmafreq


OK, o maledetto (porém útil...) Virtuoso disparou hoje, de novo, procurando por atualizações de arquivos pro Strigi / Nepomuk. Resolvi deixar o bicho rodando, não afeta o desempenho, mas a temperatura estava chegando a 70-75 Celsius! Bem desagradável na minha opinião!

Resolvi buscar uma solução pra ele poder rodar, mas sem impactar a temperatura. Tentei usar o cpufrequtils, mas o cpufreq-set não fazia efeito.

Encontrei um plamoid do KDE chamado plasmafreq (provavelmente foi feito pelo hacker russo, eu sei... ;-D ) e resolvi tentar. Mudei o governor da CPU pra powersave e voilá! Agora a temperatura não passa de 59 graus! Ufa! Nota: o plasmoid ainda é considerado altamente experimental... Até o início de outubro, parece alterar só o governor do primeiro núcleo de determinadas CPUs.

A propósito, a frequência dos núcleos da CPU caiu pra metade (segundo o cpufreq-info), mas não parece ter feito muita diferença no desempenho, o que prova que pro uso no dia-a-dia, importa muito mais ter bastante RAM e um HD rápido (de preferência SSD ou híbrido) do que uma CPU super-poderosa.

anúncio

Comments